Sertão Hoje

Sertão Hoje

Carinhanha recebe a 11ª edição da campanha Vire Carranca

Quinta / 06.06.2024

Por Ascom CBHSF

O evento teve como objetivo conscientizar e proteger o rio, enfrentando os diversos desafios ambientais que o afetam. (Foto: Divulgação / CBHSF)

Nesta segunda-feira (03), a cidade de Carinhanha foi palco da edição de 2024 da campanha “Eu Viro Carranca para Defender o Velho Chico”, promovida pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF). O evento, que reuniu autoridades, representantes de comitês de bacias hidrográficas, membros da sociedade civil e especialistas ambientais, teve como objetivo conscientizar e proteger o rio, enfrentando os diversos desafios ambientais que o afetam.

As atividades tiveram início às 8h, na Câmara de Vereadores, com um acolhimento que incluiu café da manhã e uma apresentação cultural intitulada “Boato Ribeirinho”. Logo após, foi realizada uma solenidade que contou com a presença do coordenador da CCR Médio São Francisco, Ednaldo de Castro Campos; da prefeita de Carinhanha, Francisca Alves Ribeiro (Chica do PT); e outras personalidades ilustres. “Eu hoje me sinto feliz em estar participando do ‘Vire Carranca’ em um município tão acolhedor como Carinhanha. Tema excelente, muito bem escolhido. Estão de parabéns o Comitê e todos os envolvidos”, declarou o coordenador da CCR-Médio São Francisco, Ednaldo Campos.

Para a prefeita Chica, “Carinhanha e todas as cidades ribeirinhas só existem por causa do Rio São Francisco. Para mim é um orgulho ser prefeita e poder proporcionar esse despertar da consciência, principalmente na juventude, de conservar e zelar por nossas riquezas naturais, o nosso rio e pelas futuras gerações. Fico muito feliz com essa oportunidade, com o sentimento de missão cumprida por estar ajudando nesse processo de revitalização do rio e fortalecimento da democracia”.

A campanha “Vire Carranca para Defender o Velho Chico” destacou a importância de unir esforços comunitários, culturais e educativos para a preservação do Rio São Francisco, ressaltando o papel vital que o rio desempenha na vida das comunidades ribeirinhas e na manutenção da biodiversidade local.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.