Falsos dentistas são detidos em Urandi e confessam praticar extrações e restaurações ilegais há 10 anos

Domingo / 09.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

De acordo com o presidente do CRO-BA, a intenção é recolher parte do material utilizado pelos falsos profissionais para que eles não retomem as atividades ilícitas.

Dois falsos dentistas foram presos, na quarta-feira (05), no município de Urandi, sudoeste baiano. Eles foram flagrados dentro dos consultórios, localizados no centro da cidade e no bairro Xavier, por agentes do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA) e da Polícia Militar (PM). No momento da prisão, os dois não estavam em atendimento, no entanto, confessaram aos fiscais do CRO-BA que ofereciam procedimentos odontológicos como restaurações e extrações, de forma irregular, há, pelo menos, dez anos. Nos dois consultórios, foram apreendidos equipamentos e instrumentos.

De acordo com o presidente do CRO-BA, Carlos Dourado, a intenção é recolher parte do material utilizado pelos falsos profissionais para que eles não retomem as atividades ilícitas. Os dois prestaram depoimento na delegacia de Urandi e foram liberados em seguida. Eles devem responder em liberdade por exercício ilegal da profissão. Caso sejam condenados, podem pegar de seis meses a dois anos de prisão.

Fonte: G1