Sertão Hoje

Sertão Hoje

Turismo na Bahia cresce 48% entre julho e agosto

Quarta / 21.10.2020

Por Redação Sertão Hoje

Os dados são da última Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (Foto: Jota Freitas)

Com a retomada das atividades econômicas durante a pandemia da Covid-19, a Bahia registrou aumento de 48,4% no setor turístico entre os meses de julho e agosto. Os dados são da última Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O incremento é resultado da reabertura gradual de importantes destinos para o turismo no estado.

No comparativo do período, o Brasil cresceu 19,3%. O estudo, que inclui informações de 12 estados, aponta a Bahia como segundo maior índice de crescimento, atrás apenas do Ceará (+85,4%) e à frente de Minas Gerais (+22,9%), São Paulo (+15,8%) e Rio de Janeiro (+15%), por exemplo. Devido à pandemia, o volume das atividades turísticas no Brasil em agosto de 2020 foi 44,5% menor do que em agosto de 2019.

A expectativa do secretário do Turismo da Bahia, Fausto Franco, é de que nas próximas pesquisas o desempenho da Bahia, bem como de outros destinos brasileiros, melhore substancialmente. “Setembro foi um mês importante para a retomada do turismo, com a reabertura de meios de hospedagem, restaurantes e atrativos, seguindo rígidos protocolos de segurança sanitária”, explicou Franco, acrescentando ainda que a Bahia se beneficia pela diversificada oferta de atrativos ao ar livre, uma tendência do atual momento de pandemia. “Dentre as nossas múltiplas opções temos desde a Chapada Diamantina, com experiências de ecoturismo e turismo de aventura, ao vasto litoral, com áreas propícias aos esportes náuticos, como a Baía de Todos-os-Santos”, disse.

Segundo estimativa da Vinci Airports, empresa responsável pela administração do aeroporto de Salvador (principal portão de entrada de visitantes na Bahia), neste mês de outubro, a oferta de assentos em voos para a capital baiana será 55% maior que em setembro. Já no final do ano, serão disponibilizados 50% dos voos do mesmo período do ano passado.

Fonte: Ascom/Setur.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.