Sertão Hoje

Sertão Hoje

Em nota de repúdio ao pronunciamento de Bolsonaro, UPB diz que o Brasil está desgovernado, “sem liderança coerente e responsável”

Quarta / 25.03.2020

Por Redação Sertão Hoje

A UPB orienta que os prefeitos sigam tendo responsabilidade, garantindo o direito à vida, implementando as medidas necessárias já orientadas pela OMS. (Foto: UPB)

A União dos Municípios da Bahia (UPB) publicou hoje, quarta-feira (25), uma nota de repúdio ao pronunciamento do Presidente Jair Bolsonaro, realizado na noite de terça-feira (24).

Na nota assinada pelo presidente da instituição e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, a UPB diz que “assistiu [o pronunciamento] com grande preocupação”, pois “após esforços concentrados em ações locais de conscientização da população para manter o distanciamento social, fechar escolas, rodoviárias e estabelecimentos comerciais, os prefeitos foram descredibilizados em rede nacional pelo presidente da República, em um ato contraditório das orientações dadas pelo seu próprio governo, através do Ministério da Saúde”.

Ainda conforme a UPB, Bolsonaro passa a sensação de que o Brasil está desgovernado, “sem uma liderança coerente e responsável, que respalde as decisões dos gestores locais nesse momento de crise”, explicou Entidade, afirmando ainda que Bolsonaro “deixa a certeza de que, ao seguir seus delírios de que trata-se de uma "gripezinha", serão as lideranças municipais criminalizadas pelas mortes diante da total falta de estrutura para atender casos graves como vêm sendo registrados em diversos países”.

Por fim, a UPB orienta que os prefeitos sigam tendo responsabilidade com seus munícipes, garantindo o direito fundamental à vida, implementando as medidas necessárias já orientadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Governo da Bahia na contenção do vírus.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.