Sertão Hoje

Sertão Hoje

Colunistas

Dário Teixeira Cotrim

Membro da Academia Montes-clarense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros. Também é ele o atual diretor da Biblioteca Pública de Montes Claros

PARA SEMPRE, FORA DILMA!

Estamos vivendo uma crise, sem precedentes, em todos os segmentos econômicos do nosso país. Uma crise que vem afetando toda a população brasileira, que hoje não tem mais a esperança de dias melhores. É preciso muita cautela, é preciso muita paciência e muita determinação no combate aos males que estão, negativamente, promovendo o colapso assustador. Por essas e outras razões o impeachment se faz necessário e o próprio governo tem consciência disso, em função dos fatos que estão acontecendo na esfera política do Palácio do Planalto.

Nota-se que o Partido dos Trabalhadores é a agremiação política que mais entende de impeachment. É sabido que outrora o PT aplaudiu, calorosamente, o processo de impeachment contra o presidente Fernando Collor de Mello. Também foi do PT a autoria do pedido de impeachment contra Fernando Henrique Cardoso e contra Itamar Franco, numa tática usuária pelos seus militantes para perturbar a ordem pública da nação. Por qualquer motivo ou, simplesmente, sem qualquer motivo, o PT iniciava um processo de impeachment contra os seus adversários. Era uma constante nas reuniões petistas esse tema, pois sabiam eles que desestabilizariam o governo, e criava uma oportunidade de enfretamento única para enganar a boa fé do cidadão que, inadvertidamente, ficava impotente de reação de combate.

Agora, o PT está contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, está contra o Brasil e favor de uma quadrilha que saqueou as finanças da nação com o tráfico de interesses e a consonância do crime organizado. O deputado federal, Onyx Lorenzoni, conclamou a população para escolher o lado da decência ou o lado da hipocrisia e da vergonha. Não se pode permanecer em cima do muro, nem os políticos e nem a população. Toda e qualquer manifestação será benéfica para traçar os novos rumos da ordem e do progresso. A falta de caráter da presidente Dilma Rousseff, no imoral processo do “toma lá da cá”, é vergonhoso, é deprimente e retrata fielmente o cinismo preponderante do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Os fatos estão afunilando. Há muito mais claridade neste obscuro mundo da impunidade do que mesmo antes. Certamente que Lula e Dilma pagarão, com juros e correção monetária, os seus erros, os seus crimes, e a irresponsabilidade cometida contra os interesses na nação. Neste domingo, dia 17 de abril, vamos todos para a rua com o objetivo único de conscientizar os deputados federais, ainda indecisos, de suas obrigações em defesa do povo. Pois, esta é a hora de cobrar do seu deputado um posicionamento digno, sério e responsável em favor da democracia nacional. Eu e a minha família contribuímos ostensivamente para eleger a deputada federal Raquel Muniz e agora estamos, com legitimidade, cobrando dela uma posição favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. Oxalá que não soframos decepções e nem tampouco haverá constrangimentos na hora da nossa representante dizer o “SIM” a favor do impeachment de Dilma Rousseff. Para sempre fora Dilma!