Sertão Hoje

Sertão Hoje

Colunistas

Dário Teixeira Cotrim

Membro da Academia Montes-clarense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros. Também é ele o atual diretor da Biblioteca Pública de Montes Claros

O DIA DA ESPERANÇA

Dia 13 de março de 2016. Um dia para ficar na história política deste país. Não obstante ser o número do famigerado PT e, também o dia do azar, é agora definido como sendo o dia da realização dos nossos sonhos, sem fantasia e sem ódio, apenas a dura realidade de um momento político, que se transforma na esperança de milhões de brasileiros ávidos de liberdade. A nação brasileira precisa ser lavada e enxaguada, nem que seja com as lágrimas do sofrimento, da dor e da decepção daquele que mereceu a confiança do povo e depois, covardemente, o traiu com os seus atos ilícitos.

Nós fomos duramente abatidos pelas costas. Assim como o fazendeiro Joaquim Silvério dos Reis traiu Tiradentes e o povo mineiro, o torneiro-mecânico Luís Inácio Lula da Silva traiu a Pátria e o povo brasileiro. Assim como Calabar entregou o nordeste brasileiro para os holandeses invasores, o Lula está fatiando o Brasil para Cuba e Venezuela. Assim como Marcus Junius Brutus apunhalou Júlio César e se uniu a outro traidor, o general Cassius Longinus, o Lula da Silva fez o mesmo com o seu correligionário Celso Daniel para depois se juntar aos assassinos petistas. Assim como Judas Iscariotes entregou Jesus Cristo aos soldados romanos, em troca de 30 moedas de prata, o Lula da Silva vem entregando todos os seus amigos da quadrilha do crime organizado para a Justiça. Judas se arrependeu e depois devolveu as moedas recebidas. Entretanto, Lula ainda não se arrependeu dos seus atos ilícitos e nem sequer devolveu o crucifixo que furtou no Palácio do Planalto. Acredito que o mestre dos mestres está revoltado com este ato impensado do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

A história registra fatos inusitados de traição. Vejamos o caso de Pinochet com o seu amigo Allende. No frigir dos ovos Pinochet pagou caro pelo erro que cometeu. Agora estamos vivendo um momento similar: a traição de Lula da Silva. Sempre que estoura algum fato novo no processo da Lava-Jato ele não sabe de nada e não viu nada. Assim aconteceu com o Mensalão, o Petrolão e agora na Lava-Jato. Na verdade, o político Luís Inácio Lula da Silva é um homem cínico, arrogante, mentiroso e com essa “istorinha” de ter tirado milhões de brasileiros da extrema pobreza, ele ganha folego na opinião pública e prolonga muito mais o sofrimento do povo e, de carona, a bancarrota da nação brasileira.

Hoje, dia 13 de março de 2016. Um dia para reflexão. Um dia para remendar retalhos velhos e colocar o dominó da vida em ordem. Uma pedra que se vai ao chão pode levar todas as outras para a mesma direção: um buraco sem fim. Que Deus ilumine o Juiz Sérgio Moro nas suas decisões e tenha compaixão de nós todos. O meu apelo nesta hora se prende no desejo de deixar um país melhor para as novas gerações, que não merecem padecer somente pela irresponsabilidade nossa de não questionar o mal que foi feito. Então, vamos todos às ruas neste dia 13 de março. O treze da esperança daqueles que são ignorados por esse governo do PT. O meliante Lula da Silva na cadeia, e condenado a 51 anos de reclusão: é uma boa ideia!