Sertão Hoje

Sertão Hoje

Resultado da busca pela categoria "malhadadepedras"

Termina nesta sexta-feira (28), o prazo para trabalhadores com menos de 60 anos sacarem cotas do PIS

Quinta / 27.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

Aproximadamente 11,8 milhões de brasileiros ainda não realizaram o saque das cotas que têm direito.

Termina em 28 de setembro o prazo para que cotistas do PIS com idade inferior a 60 anos possam retirar seu benefício. Por força da Lei 13.677/18 e Decreto 9.409/18, os trabalhadores cadastrados no PIS entre 1971 e 4 de outubro de 1988 podem resgatar o PIS, independentemente da idade. Cerca de 4,4 milhões clientes da CAIXA receberam o valor por depósito automático em 8 de agosto.

Para saber se tem direito, o trabalhador pode consultar o site caixa.gov.br/cotaspis, informando o CPF ou NIS e a data de nascimento e o valor que tem a receber, mediante a informação da senha internet. Para realizar o saque, o trabalhador deverá apresentar documento oficial de identificação com foto. O trabalhador pode também se informar por meio do APP CAIXA Trabalhador, que está disponível para download nas plataformas Android (clique aqui) e IOS (clique aqui). O APP é gratuito. Outras opções de atendimento são os terminais de autoatendimento, por meio do Cartão do Cidadão, ou o internet banking (internetbanking.caixa.gov.br) para correntistas da CAIXA.

Saeb emprega quase 300 jovens do programa Primeiro Emprego

Segunda / 24.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

A meta é oferecer 4.500 vagas em 2016/17 e outras 4.500 em 2017/18, totalizando 9 mil vagas. (Foto: Divulgação / Saeb)

A Secretaria de Administração da Bahia (Saeb) já ofertou 298 oportunidades de emprego a jovens desde fevereiro de 2017. De acordo com o órgão, a Rede SAC emprega 227 jovens, sendo 47 na capital, 43 na região metropolitana e 137 no interior do estado. Os 71 restantes estão empregados na própria sede da Saeb, no Centro Administrativo da Bahia.

Para a coordenadora do Primeiro Emprego na Saeb, Andréa Quadros, o programa é muito importante para a secretaria. "Nós temos a oportunidade de receber técnicos qualificados, motivados, com vontade e anseio de aprendizagem, e isso reflete nos serviços prestados à sociedade", ressaltou. Ainda conforme a Secretaria, o Programa Primeiro Emprego é uma ação social de combate ao desemprego dos jovens, promovido pelo Governo do Estado para inserir egressos e estudantes da Educação Profissional no mercado de trabalho, além de estimular uma maior dedicação na sala de aula, justamente por contemplar aqueles com melhores resultados. A meta é oferecer 4.500 vagas em 2016/17 e outras 4.500 em 2017/18, totalizando 9 mil vagas.

Fonte: SAEB

Motoristas da Bahia devem quitar Seguro DPVAT até o final de setembro

Sexta / 21.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

O calendário completo com as datas de vencimento está disponível no site da Seguradora Líder, administradora do DPVAT.

Os proprietários de veículos da Bahia com placas de final 7 e 8 devem realizar o pagamento do Seguro DPVAT ainda este mês. A quitação é condição obrigatória para a obtenção do CRLV, documento que comprova o licenciamento anual do veículo e de porte obrigatório. O calendário completo com as datas de vencimento está disponível no site da Seguradora Líder (Clique aqui), administradora do DPVAT. Os motoristas deverão se dirigir às agências do Banco do Brasil ou Bradesco e pagar o prêmio do seguro DPVAT sem guia, apenas com o número do Renavam do veículo.

O Seguro DPVAT deve ser quitado com a cota única ou primeira parcela do IPVA. No caso de veículos isentos do IPVA, o vencimento do prêmio à vista se dará com o emplacamento ou no licenciamento anual. De janeiro a agosto, mais de 50 milhões de bilhetes do Seguro DPVAT foram pagos em todo o Brasil. Aqueles que ainda não quitaram o Seguro DPVAT deste ano podem efetuar o pagamento sem multa ou juros por atraso. Quem já emitiu a guia e não pagou o seguro até a data de vencimento não precisa fazer nova emissão, já que o pagamento pode ser feito a qualquer momento.

CLIQUE AQUI E CONFIRA MAIS INFORMAÇÕES

CNJ mantém liminar contra novas vagas de desembargador no TJ-BA

Sexta / 21.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

De acordo com o Relatório Justiça em Números, ano-base 2017, dos 908 cargos de magistrados na Bahia, 585 estão preenchidos e 323 estão vagos.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu manter a liminar que suspende a implantação das novas vagas de desembargador, assessor de desembargador e assistente de gabinete no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). A solicitação da OAB-BA foi acatada por unanimidade nesta terça-feira (18).

No entendimento dos conselheiros, é preciso priorizar o primeiro grau de jurisdição. Para tanto, propuseram modificar a Resolução 184 do CNJ, que dispõe sobre os critérios para criação de cargos, funções e unidades judiciárias. A ideia é impedir o surgimento de novos anteprojetos com o objetivo de criar vagas sem a análise prévia do CNJ. O conselheiro federal da OAB, Fabrício Castro, acredita que a medida se faz necessária para evitar o colapso no Judiciário baiano. O principal gargalo do TJ-BA, segundo ele, é a falta de juízes e servidores no primeiro grau. “A decisão do CNJ ganhou repercussão nacional pela importância da conquista. Essa é mais uma grande vitória da OAB-BA para a advocacia. Continuaremos firmes na luta para aumentar a eficiência do Judiciário e melhorar a prestação jurisdicional em nosso estado”, afirmou. De acordo com o Relatório Justiça em Números, ano-base 2017, dos 908 cargos de magistrados na Bahia, 585 estão preenchidos e 323 estão vagos. Em relação aos servidores do Poder Judiciário estadual, dos 32.813 cargos existentes, apenas 7.175 estão ocupados, contra 25.638 vagos. No dia 20 de agosto, o conselheiro Valtércio de Oliveira havia concedido liminar favorável ao pedido de suspensão da implantação dos novos gabinetes de desembargador no TJ-BA, impedindo as nomeações para o preenchimento dos 36 cargos criados pela Lei Estadual nº 13.964, de 13 de julho deste ano.

CONFIRA O RELATÓRIO JUSTIÇA EM NÚMEROS 2018 NA ÍNTEGRA

Eleições 2018: Confira o seu local de votação

Quinta / 20.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

Site do TSE disponibiliza a ferramenta. (Foto: Reprodução / TSE)

Os eleitores que estão em dúvida com relação ao local de votação para as eleições deste ano podem conferir no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (www.tse.jus.br) que disponibiliza uma ferramenta online na qual o eleitor pode buscar o local onde irá votar. Basta ao eleitor inserir o nome ou número do título de eleitor, e o nome da mãe. Com esses dados, a ferramenta informa o número de inscrição, os números da zona e da seção, o nome do local e o endereço do local.

CLIQUE AQUI E CONFIRA O SEU LOCAL DE VOTAÇÃO

Prefeitura de Malhada de Pedras implanta prontuário eletrônico e inicia serviço de Eletrocardiograma na USF Padre Ladislau Klener

Quarta / 19.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

Conforme a SMS, o prontuário ajuda a garantir a qualidade do atendimento acelerando o processo de diagnóstico e tratamento dos pacientes. (Fotos: Malhada Online)

Nesta segunda-feira (17), o Secretário Municipal de Saúde (SMS) de Malhada de Pedras Filipe Gadeia juntamente com a Prefeita Terezinha Baleeiro anunciaram a implantação do prontuário eletrônico e do serviço de eletrocardiograma na Unidade de Saúde da Família (USF) Padre Ladislau Klener. O evento aconteceu durante a abertura do mutirão de mamografia na sede do município. De acordo com a SMS, o prontuário ajuda a garantir a qualidade do atendimento acelerando o processo de diagnóstico e tratamento dos pacientes.

Fonte: Malhada Online

Safra baiana de café deve bater recorde com produção de 4,6 mi de sacas, revela Conab

Quarta / 19.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

Os fatores para a supersafra foram a boa distribuição de chuvas, a expansão da área de cultivo no sul e a revitalização das lavouras no oeste, sudoeste e Chapada.

De acordo com o 3° Levantamento da Safra 2018, realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a Bahia terá produção de aproximadamente 4,6 milhões de sacas de café beneficiado nesta safra, o que representa um aumento de 37,4% em relação à safra 2017. Dessa produção, 40% correspondem ao café arábica e 60% ao café conilon.

O estudo, que foi divulgado na última terça-feira (18) pela Companhia, revela que os fatores decisivos para o alcance da supersafra foram a boa distribuição de chuvas nas regiões produtoras, a expansão da área de cultivo no sul do estado e a revitalização das lavouras no extremo oeste, sudoeste e Chapada Diamantina. Os dados completos sobre o café na Bahia nos demais estados produtores do Brasil estão divulgados no site da Companhia (www.conab.gov.br).

CLIQUE AQUI E CONFIRA O LEVANTAMENTO NA ÍNTEGRA

Bahia completa 2 meses sem explosões a banco e redução sobe de 26 para 31%, diz SSP-BA

Terça / 18.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

O último caso aconteceu em Serra Dourada. Nenhum valor foi levado e 5 criminosos morreram em confronto com equipes do Bope e da Cipe Cerrado (Foto: Sigi Vilares)

A Bahia completou, na segunda-feira (17), dois meses sem explosões a banco e a redução dos roubos subiu de 26 para 31%, aponta a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA). O último caso aconteceu, no dia 17 de julho, na cidade de Serra Dourada. Nenhum valor foi levado e cinco criminosos morreram em confronto com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Cipe Cerrado (Veja mais).

Ainda conforme o levantamento da SSP-BA, entre janeiro e 17 de setembro deste ano 48 casos foram contabilizados, enquanto, no ano de 2017, aconteceram 70 ocorrências. São 22 casos a menos e queda de 31,4%. O bom índice foi garantido também pelas ações repressivas. Nos últimos 30 dias, quatro tentativas, nas cidades de Paulo Afonso, Pedro Alexandre, Santa Luz e Ipacaetá foram frustradas.

Fonte: SSP-BA

Brasil bate meta em campanha contra pólio e sarampo; Bahia não atingiu índice de 95%

Terça / 18.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

Foram aplicadas, em todo o país, 21,4 milhões de doses. 10,7 milhões de cada.

A Campanha Nacional de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite, encerrada na última sexta-feira (14), ultrapassou a meta de vacinar, pelo menos, 95% das crianças de um a cinco anos incompletos. De acordo com balanço divulgado, nesta segunda-feira (17), pelo Ministério da Saúde foi registrada uma cobertura vacinal de 95,4% para a pólio e de 95,3% para sarampo. “O sucesso da campanha é responsabilidade de todos que entenderam a importância de mantermos elevadas coberturas vacinais para evitar que doenças eliminadas voltem a circular no país, como tem acontecido com o sarampo. A vacina é a forma mais eficaz de proteger nossas crianças contra essas doenças”, enfatizou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

Mais de 4,4 mil municípios cumpriram a meta estipulada pela pasta. Entre os estados, 15 conseguiram atingir a meta para as duas vacinas e dois (São Paulo e Tocantins), apenas para poliomielite. Foram aplicadas, em todo o país, 21,4 milhões de doses das vacinas. 10,7 milhões de cada. A Bahia ficou entre os estados que não alcançaram o índice: a cobertura foi de 92,7% para cada um dos imunizantes. Foram aplicadas 786,9 mil doses da vacina contra poliomielite e 787,7 mil contra sarampo.

Detran-BA isenta policiais de pagarem renovação da CNH

Sábado / 15.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

Estão incluídos a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ferroviária Federal, Polícia Civil, Polícia Militar da Bahia e Corpo de Bombeiros Militar da Bahia.

O Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) publicou portaria nesta sexta-feira (14) autorizando a isenção da taxa para serviços de renovação de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e mudança na categoria a profissionais dos órgãos de segurança pública que exercem a função de motorista ou motociclista de viatura. Conforme a publicação, estão incluídos a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ferroviária Federal, Polícia Civil, Polícia Militar da Bahia e Corpo de Bombeiros Militar da Bahia.

Eles serão inscritos no Sistema de Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach), através de formulários próprios, após o envio de documento físico e lógico pelos órgãos de segurança correspondentes a corporação. Os órgãos de segurança pública serão responsáveis pelo envio de relação nominal e arquivo lógico dos profissionais que terão direito a isenção da taxa de serviço, com as informações sobre o tipo de serviço, nome, RG, CPF e matrícula funcional, para a Diretoria de Habilitação, até o quinto dia útil de cada mês.

Bahia é único estado do nordeste a perder participação na agricultura, revela IBGE; Oeste lidera produção

Sábado / 15.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

São Desidério voltou a ser o principal produtor do estado e o terceiro do país, com R$ 2,4 bilhões, 49,7% maior que o verificado em 2016.

A Bahia foi o único estado do Nordeste a apresentar queda na produção agrícola entre 2016 e 2017. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira (13). Mesmo assim, a Bahia continua na liderança do setor no Nordeste e na sétima posição no Brasil. A queda apresentada foi considerada leve, de 1,6%, tendo a produção saindo de R$ 15,7 bilhões em 2016 para R$ 15,4 bilhões em 2017. Conforme o IBGE, o recuo levou o estado a ser o único do Nordeste a perder participação no valor da agricultura nacional, de 4,9% em 2016 para 4,8% em 2017. O fato registra a segunda perda de participação consecutiva. Em 2015, a Bahia respondia por 6,5% do valor total da produção agrícola brasileira. Em 2017, o estado ainda se manteve com a sétima maior participação no valor total da agricultura brasileira, estimado em R$ 319,6 bilhões (0,6% menor que o de 2016).

Dentre os municípios baianos com maior produção estão: São Desidério, Formosa do Rio Preto, Barreiras, Correntina e Luís Eduardo Magalhães. No caso de São Desidério, o município voltou a ser o principal produtor do estado e o terceiro do país, com R$ 2,4 bilhões, 49,7% maior que o verificado em 2016 e menor apenas que os de Sorriso (R$ 3,3 bilhões) e Sapezal (R$ 2,6 bilhões), ambos em Mato Grosso. São Paulo continuou em primeiro lugar, com 16,6% do valor da produção agrícola nacional, seguido por Mato Grosso (13,6%) e Paraná (11,9%). Ainda segundo o estudo, os cinco principais estados responderam por 63,5% do valor da produção agrícola do país em 2017. Em relação a 2016, também não ocorreu nenhuma mudanças nas dez primeiras posições do ranking.

UPB orienta municípios a questionar estimativa do IBGE para evitar prejuízos

Sexta / 14.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

Na Bahia, 56 municípios registraram perdas significativas e outros dois já têm judicializado dados de estimativa anterior do IBGE. (Foto: Reprodução / UPB)

Diante do risco de perdas em transferências constitucionais, por conta da redução de população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a UPB emitiu uma nota informativa orientando os municípios sobre o procedimento para questionar o órgão quanto ao número real de habitantes.

Para a contestação, a União dos Municípios da Bahia (UPB) divulga, junto com a nota informativa, o modelo de recurso que deve ser entregue pelo município ao IBGE, até o prazo de 17 de setembro. No documento, a UPB também explica que os dados do instituto, divulgados em 28 de agosto, influenciam de forma direta no cálculo dos indicadores econômicos e sócio-demográficos e, caso sejam confirmados pelo Tribunal de Contas da União (TCU), valem para o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), no exercício de 2019. Na Bahia, 56 municípios registraram perdas significativas e outros dois já têm judicializado dados de estimativa anterior do IBGE.

CONFIRA A NOTA DA UPB NA ÍNTEGRA

Brasil conclui a segunda maior safra de grãos com 228,3 milhões de toneladas

Sexta / 14.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

O desempenho só não foi melhor devido à produtividade que registrou queda em nível nacional de 5,2%, impulsionada, principalmente, pelo desempenho do milho.

A produção brasileira de grãos fecha o ciclo 2017/2018 com produção estimada em 228,3 milhões de toneladas. O número confirma a colheita como a segunda maior do país, atrás apenas que a registrada na safra passada. A área manteve-se próxima à estabilidade, com ligeira alta de 1,4%, passando de 60,9 milhões de hectares para 61,7 milhões de hectares. Os dados estão no 12º levantamento da safra divulgado nesta terça-feira (11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A soja segue como importante destaque entre as culturas analisadas, apresentando crescimento de área e produtividade. O espaço destinado ao grão nas lavouras cresceu, sobretudo, em áreas destinadas à produção de milho 1ª safra, devido a melhor rentabilidade ao produtor. Além disso, as condições climáticas foram favoráveis à cultura, apesar de a estiagem ter atrasado o plantio. Com isso, a oleaginosa registrou produção recorde, chegando a uma colheita de 119,3 milhões de toneladas. Na Bahia, a Conab prevê uma produção de 9,7 milhões de toneladas de grãos. O resultado é 20,3% superior ao colhido anteriormente na safra baiana (Veja mais). 
 

Conab prevê safra de 9,7 milhões de toneladas de grãos na Bahia

Quinta / 13.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

A boa distribuição das chuvas ocorridas no oeste da Bahia, associada ao elevado nível tecnológico utilizado foram determinantes para a consolidação da safra recorde.

A boa distribuição das chuvas ocorridas na região oeste da Bahia, associada ao elevado nível tecnológico utilizado pelos agricultores da região foram determinantes para a consolidação da safra recorde de grãos no estado, afirma o 12° Levantamento da Safra 2017/2018 realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) que prevê uma produção de 9,7 milhões de toneladas de grãos. O resultado é 20,3% superior ao colhido anteriormente na safra baiana, em 2016/2017. Os dados completos sobre a safra de grãos na Bahia e nos demais estados produtores estão disponíveis no site da Conab (www.conab.gov.br).

Ainda de acordo com o estudo, o principal destaque continua sendo a soja, responsável por 65% da produção de grãos no estado, seguida do milho com 23,6% e algodão 7,7%. Durante o estudo, também foram levantadas informações de área plantada, produção e produtividade média estimada, evolução do desenvolvimento das culturas, pacote tecnológico utilizado pelos produtores, evolução da colheita, entre outras variáveis.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O ESTUDO

Bahia: A cada quatro licitações do Estado, uma é exclusiva para micro e pequenas empresas

Quinta / 13.09.2018

Por Redação Sertão Hoje

As compras totalizaram R$ 300 milhões em aquisições de MPEs, nos primeiros 6 meses deste ano. O montante está na média de 2017, quando o total foi de R$ 583 milhões.

O número de licitações exclusivas para Micro e Pequenas Empresas (MPEs) cresceu nos últimos quatro anos, revelando um vetor de crescimento desde 2015. Com este aumento, a participação das MPEs nos certames licitatórios do Estado já ultrapassou um quarto do total (26% do total). Ou seja, a cada quatro licitações, uma é exclusiva para micro e pequenas empresas. De acordo com o Governo do Estado, o tratamento diferenciado às MPEs está previsto na legislação federal e estadual e se deve em função da relevância desse segmento para a economia do Estado e para geração de empregos.

As micro e pequenas empresas geraram 13.921 vagas de trabalho, enquanto as grandes e médias criaram apenas 454 empregos, no primeiro semestre deste ano, segundo dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Já o faturamento das MPEs é responsável por aproximadamente 25% do PIB baiano. A participação relativa de licitações exclusivas para MPEs aumentou consecutivamente nos últimos quatro anos. A fatia saltou de 14% do total de licitações para 26%, entre 2015 e 2018. As licitações exclusivas aumentaram de 591, em 2015, para 1.225 no ano de 2017. Nos primeiros seis meses deste ano já foram realizadas 590 licitações. Com base nos números do primeiro semestre, a expectativa da Coordenação Central de Licitação (CCL) é que, este ano, as licitações superem 2017.

As licitações realizadas pelo Estado são para a contratação de serviços, obras e para compra de produtos. Essas aquisições são relativas às compras governamentais, onde são adquiridos insumos necessários para o funcionamento da máquina e para a prestação dos serviços públicos à população. As compras totalizaram R$ 300 milhões em aquisições de MPEs, nos primeiros seis meses deste ano. O montante está na média de 2017, quando o total de compras foi de R$ 583 milhões nos doze meses. O número é superior ao de 2015, quando as aquisições de micro e pequenas empresas foram de R$ 421 milhões. Mantida a média de compras do Estado ano passado, a estimativa é de uma alta de 40% no volume de compras desse segmento, entre os anos de 2015 e 2018, conforme o Governo.