Sertão Hoje

Sertão Hoje

Resultado da busca pela categoria "brasil"

Mega-Sena acumulada sorteia R$ 5,5 milhões neste sábado (23)

Sábado / 23.05.2020

Por Redação Sertão Hoje

Caso apenas um ganhador leve o prêmio da Mega-Sena e aplique todo o valor na Poupança da CAIXA, receberá aproximadamente R$ 13 mil em rendimentos mensais.

O concurso 2.264 da Mega-Sena pode pagar, neste sábado (23), um prêmio de R$ 5,5 milhões. O sorteio será realizado a partir das 20h no Espaço Loterias CAIXA, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo (SP).

As apostas podem ser feitas até às 19h nas lotéricas de todo o país, pelo portal Loterias CAIXA (www.loteriasonline.caixa.gov.br) e pelo app Loterias CAIXA, disponível para usuários da plataforma iOS. Correntistas da CAIXA também podem fazer suas apostas pelo Internet Banking CAIXA (IBC).   Caso apenas um ganhador leve o prêmio da Mega-Sena e aplique todo o valor na Poupança da CAIXA, receberá aproximadamente R$ 13 mil em rendimentos mensais. Para quem deseja investir em um negócio, o dinheiro do prêmio é suficiente para comprar 10 franquias de R$ 510 mil do segmento de beleza.

UPB é favorável ao cancelamento das eleições municipais; reunião vai debater situação

Sexta / 22.05.2020

Por Redação Sertão Hoje

Eures Ribeiro sugeriu que as próximas eleições de 2022 aglutinem a disputa eleitoral pelo Legislativo e o Executivo dos municípios brasileiros. (Foto: Reprodução / UPB)

A União dos Municípios da Bahia (UPB) vai realizar uma reunião por vídeo conferência na tarde desta sexta-feira (22) para debater o impacto do novo coronavírus (Covid-19) no processo eleitoral que está previsto para este ano.

Em entrevista ao Bahia Notícias, o presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, sugeriu que as próximas eleições presidenciais aglutinem também a disputa eleitoral pelo Legislativo e o Executivo dos municípios brasileiros. Segundo o Eures, é "impossível ter eleições este ano".

A proposição da UPB está alinhada ao posicionamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que agora se articula para a sensibilização do Senado para a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), de autoria do senador Wellington Fagundes. "A CNM liderou um movimento que as entidades acompanham: trabalhar os senadores na apresentação de uma PEC nessa direção", disse Eures, opinando ainda que não vê como o pleito poderia acontecer ainda em 2020. A proposta em questão já conta com 23 assinaturas e faltam apenas quatro para começar a tramitar.

Brasil registrou 1.188 mortes na quinta-feira (21)

Sexta / 22.05.2020

Por Alexandre Penido / AGR+

Os dados são do Ministério da Saúde com base nas informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde de todo o país. (Foto: Divulgação / Estadão Conteúdo)

Nas últimas 24 horas o Brasil registrou 18.508 novos casos confirmados de coronavírus. Agora o país tem 310.087 casos notificados da doença. Deste número, 125.960 pessoas se recuperaram, o que representa 40,6% do total. Mas ainda existem outras 164.080 que aguardam resultado de exame para saber se estão com a Covid-19. Até o momento já foram registrados 20.047 óbitos em decorrência das complicações pela Covid-19.  Só nas últimas 24h horas foram notificadas 1.188 mortes. Mais de três mil óbitos ainda estão em investigação. Os dados são do Ministério da Saúde, divulgados nesta quinta-feira (21), com base nas informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde de todo o país.

O estado que concentra o maior número de casos da doença é São Paulo, com 73.739 casos e 5.558 mortes. Em sequência estão os estados do Rio de Janeiro com 32.089 casos e 3.412 óbitos e o estado do Ceará com 31.413 casos da doença e 2.161 mortes. Na Bahia, são 11.941 casos – confira mais aqui

Ministério da Saúde orienta uso da Cloroquina e Azitromicina para tratamento de pacientes com a Covid-19 no Brasil

Quinta / 21.05.2020

Por Janary Bastos Damacena / AGR+

O Governo Federal considera que não existe, até o momento, outro tratamento eficaz disponível para combater o coronavírus. (Foto: Allie / Unsplash)

Nesta quarta-feira (20), o Ministério da Saúde publicou as novas orientações a respeito do tratamento de pacientes com Covid-19 no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A recomendação é de que os profissionais de saúde passem a utilizar os medicamentos Cloroquina, Azitromicina e Sulfato de Hidroxicloroquina em pacientes em casos leves, moderados e graves para deter a doença. O Ministério da Saúde ressalta que apesar de até o momento não existirem evidências científicas robustas que possibilitem a indicação de terapia farmacológica específica para a Covid-19, o Governo Federal considera que não existe, até o momento, outro tratamento eficaz disponível para combater o coronavírus, visto que existem diversos estudos e a larga experiência do uso da Cloroquina e da Azitromicina no tratamento de outras doenças infecciosas e de doenças crônicas no âmbito do Sistema Único de Saúde.

Desta forma, a prescrição dessas medicações fica a critério do médico, sendo necessária também a vontade declarada do paciente, com a assinatura de um termo de consentimento em realizar uso desses medicamentos. Essa prescrição da Cloroquina e Azitromicina está condicionado à avaliação médica, com realização de avaliação do histórico do paciente, exame físico e exames complementares, em Unidade de Saúde.

Brasil já registra mais de 291 mil infectados pela Covid-19

Quinta / 21.05.2020

Por Janary Bastos Damacena / AGR+

Ainda existem outras 156.037 que aguardam resultado.

O Brasil registrou 291.579 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde que a pandemia começou no país. Deste número, 116.683 pessoas se recuperaram depois de contrair a doença, o que representa 40% do total. Mas ainda existem outras 156.037 que aguardam resultado de exame para saber se estão com a Covid-19.

O número de mortes decorrentes do coronavírus também não para de crescer e, até agora, foram registrados 18.859 óbitos confirmados enquanto 3.483 outras mortes aguardam confirmação para saber se foi por coronavírus. Esses são os dados oficiais do Ministério da Saúde, desta quarta-feira (20), com base nas informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde de todo o país. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco e Amazonas continuam como os mais atingidos pela doença no país. Enquanto isso, Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul seguem como os estados com menor casos de doentes e mortes. A Bahia já registra 11.197 casos – confira mais aqui

Prorrogadas as inscrições para médicos interessados em atuar nas UTIs das unidades Covid-19 da Bahia

Quarta / 20.05.2020

Por Redação Sertão Hoje

O formulário deve ser preenchido por meio do site da Sesab. (Foto: Divulgação / Sesab)

Foram prorrogadas até o dia 25 de maio as inscrições para médicos de todo o Brasil interessados em atuar nas UTIs das unidades de referência e retaguarda para o coronavírus (Covid-19) em território baiano. O formulário deve ser preenchido por meio do site da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) - www.saude.ba.gov.br/medicocovid19

Ao todo, são 400 vagas distribuídas entre diaristas, plantonistas e coordenação, com início imediato. Até o momento, cerca de 250 profissionais fizeram o cadastro. A convocação visa contratar médicos com experiência, sendo especialistas nas áreas de medicina intensiva, anestesiologia, pneumologia, cardiologia, cirurgia, clínica médica ou especialidades afins. As vagas abrangem todo o território do estado da Bahia. As contratações se farão através das Organizações Sociais gestoras das unidades hospitalares ou por empresas.

Enem 2020 é adiado

Quarta / 20.05.2020

Por Redação Sertão Hoje

O Inep também anunciou que promoverá uma enquete junto aos inscritos, que será realizada em junho, por meio da página do participante – enem.inep.gov.br.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou, nesta quarta-feira (20), o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao previsto nos editais, 1ª e 8 de novembro. Assim a prova deve ocorrer em dezembro ou janeiro. O Inep também anunciou que promoverá uma enquete junto aos inscritos, que será realizada em junho, por meio da página do participante – enem.inep.gov.br. As inscrições seguem abertas até às 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio.

O Senado Federal já havia aprovado um Projeto de Lei para adiar o certame, tendo como único voto contrário o do Senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Pela manhã, o MEC, em Nota de Esclarecimento, já se mostrou aberto à possibilidade – confira aqui

Entidades médicas dizem que uso de cloroquina e hidroxicloroquina necessitam de estudos mais aprofundados

Quarta / 20.05.2020

Por Paulo Oliveira / AGR+

A Associação de Medicina Intensiva Brasileira e as Sociedades Brasileiras de Infectologia e de Pneumologia e Tisiologia recomendaram as drogas para a Covid-19. (Foto: Agência Brasil)

Quase seis meses após o surgimento do primeiro caso de Covid-19, que ocorreu na cidade chinesa de Wuhan, a doença ainda não possui um tratamento com alta efetividade. A eficiência do uso da cloroquina e hidroxicloroquina em pacientes com o novo coronavírus não foi comprovada e cientistas de todo o mundo continuam estudando o efeito dos medicamentos contra a doença.

Segundo um levantamento da empresa americana de tecnologia Cytel, em todo o mundo já foram feitos ou elaborados 230 ensaios clínicos sobre a utilização dessas drogas em pessoas infectadas com a Covid-19. No final de abril, o Conselho Federal de Medicina (CFM) autorizou o uso da cloroquina e hidroxicloroquina para o tratamento de Covid-19 a critério médico e com o consentimento do paciente. Contudo, a entidade ressalta que “não existem evidências robustas de alta qualidade que possibilitem a indicação de uma terapia farmacológica específica para a Covid-19.” Segundo o CFM, apesar de alguns estudos terem mostrado resultados promissores, “nenhum ainda foi aprovado em ensaios clínicos com desenho cientificamente adequado, não podendo, portanto, serem recomendados com segurança.”

O presidente do CFM, Mauro Ribeiro, pondera que a hidroxicloroquina e a cloroquina “tem diversos efeitos colaterais, que não raros, mas que podem ser importantes como bradiarritimias (arritimias com frequências cardíacas baixas), reações cutâneas e falência hepática fulminante.”

Nesta semana, um documento elaborado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira, pela Sociedade Brasileira de Infectologia e pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia recomendou a não utilização da hidroxicloroquina e cloroquina no tratamento do novo coronavírus. O documento atenta para os níveis baixos de comprovação científica sobre a eficiência das drogas na melhora clínica de pacientes com a doença.
.

Senado aprova adiamento das provas do ENEM 2020: MEC se mostra aberto a alteração da data

Quarta / 20.05.2020

Por Redação do Sertão Hoje

Devido à pandemia do novo coronavírus, senadores decidiram que o exame terá novas datas em caso de calamidade pública. Texto segue para a Câmara.

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (19), por 75 votos a 1, o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano devido à Pandemia do novo Coronavírus. A proposta foi apresentada pela senadora Daniella Ribeiro (PP-PB) e seguirá para a Câmara dos Deputados e poderá sofrer alterações. O único voto contrário foi do Senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ)

No texto do Projeto de Lei (PL) 1.277/2020, a senadora pede a prorrogação automática de prazos para provas, exames e demais atividades para acesso ao ensino superior sempre que houver reconhecimento de estado de calamidade pelo Congresso Nacional ou de comprometimento do funcionamento regular das instituições de ensino do País. As provas estão marcadas para os dias 1º e 8 de novembro. As inscrições, que podem ser realizadas no site enem.inep.gov.br, vão até esta sexta-feira (22).

Na página do participante, o Ministério da Educação (MEC) postou Nota de Esclarecimento a respeito de uma possível alteração da data. Confira a nota na integra no ‘leia mais’.
.

Mega-Sena pode pagar R$ 2 milhões nesta quarta (20)

Quarta / 20.05.2020

Por Redação Sertão Hoje

As apostas podem ser feitas até às 19h em qualquer lotérica do país e também no portal Loterias CAIXA - www.loteriasonline.caixa.gov.br

Nesta quarta-feira (20), a Mega-Sena pode pagar um prêmio estimado em R$ 2 milhões para quem acertar as seis dezenas sorteadas. O sorteio do concurso 2.263 será realizado a partir das 20h no Espaço Loterias CAIXA, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo (SP). O valor de uma aposta simples na Mega-Sena é de R$ 4,50.

Também nesta quarta-feira, a Lotofácil sorteia um prêmio de R$ 1,5 milhão para o apostador que acertar 15 dezenas. O valor de uma aposta simples na Lotofácil é de R$ 2,50. As apostas podem ser feitas até às 19h em qualquer lotérica do país e também no portal Loterias CAIXA - www.loteriasonline.caixa.gov.br

Brasil já registra mais de 17 mil mortes por causa da Covid-19

Quarta / 20.05.2020

Por Janary Bastos Damacena / AGR+

O Brasil registrou 271.628 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde que a pandemia começou no país. (Foto: Reprodução / Estadão Conteúdo)

O Brasil registrou 271.628 pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde que a pandemia começou no país. Deste número, 106.794 pessoas se recuperaram depois contrair a doença, o que representa 39% do total. Mas ainda existem outras 146.863 que aguardam resultado de exame para saber se estão com a Covid-19.

O número de mortes decorrentes do coronavírus também não para de crescer e, até agora, foram registrados 17.971 óbitos confirmados enquanto 3.319 outras mortes aguardam confirmação para saber se foi por coronavírus. Esses são os dados oficiais do Ministério da Saúde, desta terça-feira (19), com base nas informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde de todo o país.

Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco e Amazonas continuam como os mais atingidos pela doença no país. Enquanto isso, Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul seguem como os estados com o menor número de casos de doentes e mortes. A Bahia passou dos 11 mil casos – confira mais aqui

CORONAVÍRUS: Mais de 254 mil pessoas já foram diagnosticadas com coronavírus no Brasil

Terça / 19.05.2020

Por Janary Bastos Damacena / AGR+

Outras 136.969 ainda aguardam o resultado. (Foto: Fusion Medical Animation)

Desde que a pandemia pelo novo coronavírus chegou ao Brasil, 254.220 pessoas já foram diagnosticadas com a doença. Deste número, 100.459 pessoas se recuperaram depois contrair a doença, o que representa 39%. Além disso, outras 136.969 ainda aguardam resultado para saber se estão com a Covid-19.

Apesar disso, o número de mortes decorrentes do coronavírus já alcançam 16.792 casos, enquanto outros 2.277 casos aguardam confirmação. Esses são os dados oficiais do Ministério da Saúde, desta segunda-feira (18), com base nas informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde de todo o país. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco e Amazonas continuam como os mais atingidos pela doença no país. Enquanto isso, Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul seguem como os estados com menor casos de doentes e mortes. A Bahia já tem mais de 8.800 casos – confira aqui
 

Auxílio Emergencial: CAIXA começa a pagar a 2ª parcela do benefício

Segunda / 18.05.2020

Por Redação Sertão Hoje

O calendário da 2ª parcela vale apenas para quem recebeu a 1ª parcela até 30/04. O governo não informou quando vai pagar a 2ª parcela para quem receber a 1ª depois desta data.

Começou a ser paga nesta segunda-feira (18), a segunda parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600. Os primeiros a receber serão os beneficiários do Bolsa Família cujo NIS é terminado em 1. Na terça, serão pagos os recursos aos beneficiários do bolsa com NIS terminado em 2. Já os trabalhadores que estão no Cadastro Único e não recebem o Bolsa Família, assim como os que se inscreveram no Auxílio Emergencial através do site ou aplicativo, começam a receber a parcela apenas na quarta-feira (20).

O calendário da segunda parcela vale apenas para quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril. O governo não informou quando vai pagar a segunda parcela para quem receber a primeira depois desta data. Confira os calendários abaixo, no ‘leia mais’.

Diferente da primeira parcela, todos os trabalhadores que não recebem o Bolsa Família vão receber os recursos em poupança social digital da Caixa. Inicialmente, será permitido usar esses recursos apenas para pagamentos de contas, boletos e compras por meio de cartão de débito virtual. Tanto saque quanto transferência desse dinheiro para outras contas só poderá ser feito mais tarde (veja no calendário 3 abaixo) - para quem recebeu a primeira parcela em outra conta, o recurso será transferido automaticamente na mesma data de liberação para saque.

Mais de 218 mil pessoas foram infectadas pela Covid-19 em todo o Brasil

Sábado / 16.05.2020

Por Janary Bastos Damacena / AGR+

Até o momento, são 14.817 mortes provocadas pela doença; nas últimas 24 horas, foram registrados 15.305 novos casos e 824 novos óbitos. (Foto: Governo do Estado de SP)

O Ministério da Saúde registrou até às 19h desta sexta-feira (15), o total de 218.223 casos de coronavírus em todo o Brasil. Deste número 84.970 das pessoas se recuperaram depois de contrair a doença, o que representa 38%. As informações foram atualizadas e repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde. Outros 118.436 casos estão sendo acompanhados para identificar se são casos de coronavírus. Até o momento, são 14.817 mortes provocadas pela doença. Nas últimas 24 horas, foram 15.305 novos casos registrados, além de 824 novos óbitos. Os estados de São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro, Pernambuco e Amazonas continuam como os mais atingidos pela doença no país. Enquanto isso, Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul seguem como os estados com menor número de casos de doentes e mortes. A Bahia teve um aumento de 16,85% na sexta-feira (15) – confira mais aqui

Metade dos municípios do país tem casos da Covid-19

Sexta / 15.05.2020

Por Janary Bastos Damacena / AGR+

Desde que a pandemia começou no Brasil, o Ministério da Saúde passou a usar um sistema de informações sobre síndrome gripal por todo o país, chamado eSus Notifica.

O Ministério da Saúde apresentou, nesta quinta-feira (14), o novo Boletim Epidemiológico a respeito do coronavírus. Segundo os dados, na distribuição de casos de pessoas doentes e mortes, o país possui mais da metade das cidades com casos confirmados e quase 20% dos municípios tem mortes por causa da doença. É isso o que explica o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário. “Estamos em uma vertical, em uma ascendência no número de óbitos confirmados, mostrando que a situação epidemiológica é de alerta em todo o Brasil. Além disso, na distribuição de casos e óbitos da Covid-19, por município de residência, nós já temos 2.998 municípios com casos confirmados no Brasil. Esse percentual é de 53,8%. E 1.087 municípios com óbitos confirmados pela Covid-19, o que dá 19,5% dos municípios brasileiros com mortes”, afirmou.

Desde que a pandemia de coronavírus começou a acontecer no Brasil, o Ministério da Saúde passou a usar um sistema de informações sobre síndrome gripal por todo o país, chamado eSus Notifica. Com base nos dados coletados, foi possível avaliar a quantidade de profissionais da saúde que tiveram sintomas da doença e precisaram ser afastados das funções para investigação. “Em relação aos profissionais da saúde, que são uma grande demanda e sobre o qual muitas dúvidas surgem, esse sistema conseguiu captar até o momento 199.768 profissionais da saúde com suspeita de Covid-19, com quadro de síndrome gripal, sendo a maioria desses sintomas leves mas que foram notificados por esse sistema”, explicou Eduardo Macário.

Destes casos suspeitos, o Ministério da Saúde confirmou 31.790, o que significa 15% dos profissionais da saúde doentes por coronavírus no Brasil. O maior número de casos está entre os técnicos ou auxiliares de enfermagem, que somam 68.250 destes registros suspeitos. Os profissionais de enfermagem seguem a lista com mais de 33 mil e depois vem os médicos, com mais de 26 mil casos em investigação. Ao total, o Brasil já soma mais de 200 mil casos – confira aqui