Sertão Hoje

Sertão Hoje

Resultado da busca pela categoria "brasil"

Petrobras eleva gasolina em 1,80% nas refinarias a partir deste sábado (09)

Sábado / 09.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

O preço da gasolina nas refinarias passará de R$ 1,9521 para R$ 1,9873 por litro.

A Petrobras eleva em 1,80% o preço da gasolina comercializada nas refinarias a partir deste sábado (09). Com a alta, o preço da gasolina nas refinarias passará de R$ 1,9521 para R$ 1,9873 por litro. Na quinta (07), a Petrobras havia reduzido em 0,48% o preço da gasolina. O preço do diesel segue congelado a R$ 2,0316 por litro desde 1º de junho. O compromisso foi originado da greve de caminhoneiros, iniciada no dia 21 de maio. Uma das principais reivindicações da categoria era a redução no preço do diesel.

A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior periodicidade, inclusive diariamente. Em março deste ano, a empresa mudou sua forma de reajustes, e passou a divulgar preços do litro da gasolina e do diesel vendidos pela companhia nas refinarias — e não mais os percentuais de reajuste. Desde o início da nova metodologia, o preço da gasolina comercializada nas refinarias acumula alta de 51,27% e, o do diesel, de 49,92%.

TRF-5 derruba decisão que suspendeu efeitos da tabela de preços mínimos de frete

Sábado / 09.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

A decisão que suspendia os efeitos da tabela de preços mínimos para o frete foi derrubada nesta sexta-feira (08).

Nesta sexta-feira (08), o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) derrubou a decisão que suspendia os efeitos da tabela de preços mínimos para o frete na contratação de transporte rodoviário de carga. A liminar havia sido concedida na última quinta-feira (07) por um magistrado da justiça federal da Rio Grande do Norte (RN), para quem a iniciativa do governo era inconstitucional.

Uma das exigências dos caminhoneiros para encerrar a paralisação das últimas duas semanas, a Medida Provisória 832/2018, publicada pelo governo no dia 30 de maio, prevê uma "Política de Preços Mínimos de Transporte Rodoviário de Cargas". A Resolução número 5.820/2018 - ANTT, por sua vez, passou a estabelecer que os preços mínimos têm caráter "vinculante" (com a tabela de frete), devendo ser utilizados no cálculo da contratação do frete.

Ao atender ao recurso da Advocacia-geral da União (AGU), o vice-presidente do TRF-5, desembargador federal Cid Marconi Gurgel de Souza, afirmou que a suspensão da MP e da resolução interfere nas premissas de um acordo firmado pelo Poder Executivo. "Há que se realçar, em verdade, que o processo de negociação ainda não terminou, eis que, de acordo com notícias amplamente divulgadas pela mídia, ainda estão sendo revisados os valores fixados na tabela", afirma Gurgel na decisão. Fonte: Bahia Notícias.

Mega-Sena segue acumulada e pode pagar R$ 9,5 milhões neste sábado (09)

Sábado / 09.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

O sorteio será realizado às 20h em Goiás.

A Mega-Sena acumula mais uma vez e pode pagar, neste sábado (09), o prêmio de R$ 9,5 milhões ao apostador que acertar os seis números da sorte. O concurso 2.048 será sorteado a partir das 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte da CAIXA, que está na Praça de Eventos na cidade de Goiás (GO). A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h de sábado em qualquer lotérica do país. Clientes com acesso ao Internet Banking CAIXA podem fazer suas apostas pelo seu computador pessoal, tablet ou smartphone. Para isso, basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. O serviço funciona das 8h às 22h, exceto em dias de sorteios (quartas e sábados), quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

Superior Tribunal Federal determina desbloqueio de bens de ex-presidente da Petrobras

Sexta / 08.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

A decisão foi do ministro Ricardo Lewandowski em favor do ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli de Azevedo.

Nesta quinta-feira (09), o ministro Ricardo Lewandowski, do Superior Tribunal federal, determinou que os bens do ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli de Azevedo, sejam desbloqueados. Os bens de José Sérgio haviam sido bloqueados em 2016 pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para garantir ressarcimento por um suposto superfaturamento em contratações da Refinaria Abreu Lima, em Pernambuco. A justificativa de Lewandowski para desbloquear o valor foi o prazo máximo previsto na legislação, que teria passado. "Trata-se de regra de aplicação excepcional e de interpretação necessariamente restritiva, pois restringe um direito fundamental dos administrados", entendeu Lewandowski. No pedido ao STF, o ex-presidente argumentou que teve os bens bloqueados, mas que o TCU ainda não tinha julgado definitivamente a questão.

Governo Federal revoga tabela de frete após ser pressionado por empresários e caminhoneiros

Sexta / 08.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

A resolução está revogada e a tabela antiga volta a valer até que a ANTT publique uma nova versão (Foto: Reprodução).

O governo Federal foi obrigado a revogar, nesta quinta-feira (07), ao ser pressionado por empresários e caminhoneiros, a nova versão da tabela do preço mínimo do frete 4 horas após publicar a resolução. No fim da noite de quinta, o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, esteve reunido com os representantes dos caminhoneiros, que estavam insatisfeitos com as mudanças promovidas na tabela anterior. De acordo com a revisão feita pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o preço do frete seria reduzido em média em 20%.

A reunião com o ministro foi gravada pelos caminhoneiros, que já articulavam pelos grupos de WhatsApp uma nova paralisação a partir de segunda-feira (11). No vídeo, o ministro afirma que os representantes reclamaram de alguns pontos da resolução e que, por isso, uma nova reunião foi marcada para esta sexta-feira (08), na ANTT, para rediscutir o tema. "O Ministério dos Transportes e a ANTT decidiram tornar a resolução sem efeito para que nesta sexta-feira as lideranças possam ir à agência discutir a questão e a metodologia da tabela para ser publicada novamente", disse o ministro aos representantes. Segundo ele, a intenção é fazer uma tabela factível e que represente o custo do transporte de carga no Brasil. Portanto, essa resolução está revogada e a tabela antiga volta a valer até que a ANTT publique uma nova versão. Fonte: Bahia Notícias.

Inscrições para o Programa Jovem Aprendiz dos Correios encerram na segunda-feira (11)

Sexta / 08.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

São 4.983 vagas que estão sendo oferecidas em todo o país, mais formação de cadastro reserva.

O prazo para se inscrever no Programa Jovem Aprendiz dos Correios termina na próxima segunda-feira (11).  São 4.983 vagas que estão sendo oferecidas em todo o país, mais formação de cadastro reserva. Para concorrer a uma das vagas, o candidato deve ter entre 14 e 22 anos completos, exceto se pessoa com deficiência, que não tem limite de idade, e estar matriculado na escola e cursando, no mínimo, o 9º ano do ensino fundamental. A seleção será simplificada, realizada por meio de comprovação de requisitos referentes a renda familiar, aprovação escolar, série atual e participação em projetos sociais, a partir de pontuação detalhada no edital. Todas as informações sobre o Programa Jovem Aprendiz, como o edital de abertura e o link para as inscrições, estão disponíveis no site dos Correios.

Serviços dos Correios com hora marcada já estão normalizados

Quinta / 07.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

A suspensão dos serviços Prime e a alteração nos prazos dos demais serviços foram medidas adotadas em decorrência da greve dos caminhoneiros (Foto: Reprodução).

A postagem dos serviços com dia e hora marcados (Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta, Logística Reversa Domiciliária) já está disponível na rede de agências dos Correios. Os prazos de entrega para todas as modalidades de postagens também estão normalizados. A suspensão dos serviços Prime e a alteração nos prazos dos demais serviços foram medidas adotadas em decorrência da greve dos caminhoneiros, que atingiu todo o país. Desde o fim do movimento, os Correios vêm trabalhando para regularizar, o mais rápido possível, a entrega da carga que ficou represada. O acúmulo foi inevitável, já que os veículos da empresa ficaram impedidos de chegar ao seu destino por causa de bloqueios nas estradas ou devido à falta de combustível. Com o reforço na operação, o fluxo de entrega está acima da média diária de distribuição, que é 25 milhões de objetos entregues em dias normais. Na última terça-feira (05), os Correios conseguiram entregar 29,5 milhões de objetos em todo o país. No final de semana serão realizados mutirões para agilizar o tratamento e a distribuição da carga que está chegando às unidades operacionais.

MEC anuncia 50% de financiamento mínimo de curso e amplia teto semestral do Novo Fies

Quinta / 07.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

Antes, a quantia financiável era de até R$ 30 mil, referente a cada período de seis meses, e a partir de agora será de R$ 42.983 (Foto: Reprodução).

Os estudantes interessados em participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no segundo semestre de 2018 podem contar com a garantia de percentual de financiamento mínimo de 50% do curso escolhido, além da ampliação do valor máximo do benefício por semestre. Antes, a quantia financiável era de até R$ 30 mil, referente a cada período de seis meses, e a partir de agora será de R$ 42.983. O anúncio dessas novidades foi feito pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (06), na sede do MEC, em Brasília.

“Essas mudanças foram realizadas ouvindo todas as partes envolvidas, alunos, instituições de ensino superior, comitê gestor do Fies e aqueles que participaram das avaliações do Fies neste primeiro semestre”, disse Rossieli. “Com essas melhorias, entendemos que mais candidatos podem se beneficiar com o programa, sobretudo com a ampliação do teto”, observou, ao avaliar que as adaptações permitirão um fundo de financiamento mais sustentável, robusto e atrativo para os interessados.

As novas regras anunciadas para o financiamento estudantil serão válidas a partir da edição do segundo semestre deste ano. Os candidatos ao Novo Fies devem fazer suas inscrições exclusivamente pela internet, a partir do mês de julho. No total, estão sendo ofertadas 310 mil vagas em 2018, sendo 155 mil para os últimos seis meses do ano. O Novo Fies foi sancionado em 7 de dezembro de 2017 pelo presidente Michel Temer.

Petrobras anuncia redução de 0,48% no preço da gasolina nas refinarias nesta sexta (08)

Quinta / 07.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

O preço do litro passará de R$ 1,9617 para R$ 1,9521. Em 1 mês, o combustível acumula alta de 6,06% (Foto: Reprodução).

A Petrobras anunciou mais uma redução no preço da gasolina comercializada nas refinarias, desta vez de 0,48%. Com o reajuste, o litro da gasolina nas refinarias passará de R$ 1,9617 para R$ 1,9521 a partir desta sexta-feira (8). Trata-se da 4ª queda seguida. Nesta quinta-feira (07), o preço da gasolina foi reduzido em 0,45%, e na quarta-feira (6) a redução foi de 1,35%. Já na terça, a queda foi de 0,68%. Em 1 mês, entretanto, o combustível ainda acumula alta de 6,06% nas refinarias. O repasse dos preços cobrados nas refinarias para as bombas depende das distribuidoras e dos donos dos postos. Fonte: g1.globo.com.

AGU cobra mais R$ 506,5 milhões em multas a 46 empresas transportadoras por obstrução de rodovias

Quinta / 07.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

Somando aos R$ 339,5 milhões que já eram cobrados de outras 96 transportadoras, as multas chegam aos R$ 846 milhões.

Na última terça-feira (05), a Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma nova relação de 46 transportadoras sujeitas a multas por obstrução de rodovias durante a paralisação de caminhoneiros. Na petição, a AGU cobra R$ 506,5 milhões das companhias que, somando aos R$ 339,5 milhões que já eram cobrados de outras 96 transportadoras, as multas chegam aos R$ 846 milhões. As infrações foram constatadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

As multas são referentes ao descumprimento da decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes. O ministro acolheu pedido de Medida Cautelar da Advocacia-Geral da União e autorizou o uso de força e a imposição de multa de R$ 100 mil por hora às entidades responsáveis pelos atos e de R$ 10 mil por dia para cada motorista. Moraes estabeleceu ainda um prazo de 15 dias para as empresas incluídas nas primeiras relações encaminhadas pela AGU para o STF pagarem voluntariamente R$ 208,5 milhões que são cobrados delas. Caso isso não ocorra, os bens das companhias poderão ser bloqueados.

Governo reduz estimativa para o reajuste do salário mínimo de 2019

Quarta / 06.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

O salário mínimo atualmente está em R$ 954. Com isso, o aumento previsto passou a ser de R$ 44.

A estimativa para o reajuste do salário mínimo de 2019 passou de R$ 1.002 para R$ 998. O primeiro valor foi estimado em abril deste ano. A nova previsão consta em nota técnica do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, divulgada pela Comissão Mista do Orçamento. O reajuste do salário mínimo leva em consideração o Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior. A mudança na previsão ocorre porque o governo revisou de 3,8% para 3,3% sua previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2018.  O salário mínimo atualmente está em R$ 954. Com isso, o aumento previsto passou a ser de R$ 44. Com a nova previsão, o governo estima que irá deixar de gastar R$ 1,21 bilhão em 2019. Isso porque, para cada R$ 1 de aumento, há o impacto de R$ 303,9 milhões em despesas, sendo R$ 243 milhões apenas nos gastos do INSS (previdência do setor privado).

Petrobras anuncia redução de 0,45% no preço da gasolina nas refinarias

Quarta / 06.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

Com o reajuste, o litro da gasolina nas refinarias passará de R$ 1,9706 para R$ 1,9617 a partir desta quinta-feira (07). Trata-se da 3ª queda seguida.

A Petrobras anunciou uma redução de 0,45% no preço da gasolina comercializada nas refinarias. Com o reajuste, o litro da gasolina nas refinarias passará de R$ 1,9706 para R$ 1,9617 a partir desta quinta-feira (07). Trata-se da 3ª queda seguida. Nesta quarta-feira (6), o preço da gasolina foi reduzido em 1,35%, e na segunda-feira já tinha sido anunciada uma redução de 0,68%. Em 1 mês, entretanto, o combustível ainda acumula alta de 7,9% nas refinarias.

Já o preço do diesel seguirá em R$ 2,0316 o litro nas refinarias até o dia 7 de junho, conforme ficou estabelecido pelo programa de subvenção ao combustível anunciado pelo governo, que prevê redução de R$ 0,46 no preço do diesel por 60 dias. Com a redução, o preço do combustível recuou 2,69% na comparação com o início de maio. O repasse dos preços cobrados nas refinarias para as bombas depende das distribuidoras e dos donos dos postos.

Nas últimas semanas, os cortes anunciados pela Petrobras não foram sentidos pelos consumidores, em meio à crise de abastecimento provocada pelos protestos dos caminhoneiros. Levantamento semanal divulgado pela Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP) mostra que o preço médio do diesel subiu 1% nos postos, enquanto que o da gasolina avançou 4%, na comparação com a semana encerrada no dia 26 maio, quando os caminhoneiros ainda estavam em greve.

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 5,5 milhões nesta quarta (06)

Terça / 05.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

O sorteio será realizado às 20h em Goiás-GO.

Nesta quarta-feira (06), a Mega-Sena pode pagar o prêmio de R$ 5,5 milhões ao apostador que acertar os seis números da sorte. O concurso 2.047 será sorteado a partir das 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte da CAIXA que está na Praça de Eventos na cidade de Goiás-GO. A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h de quarta em qualquer lotérica do país. Clientes com acesso ao Internet Banking CAIXA podem fazer suas apostas pelo seu computador pessoal, tablet ou smartphone. Para isso, basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. O serviço funciona das 8h às 22h, exceto em dias de sorteios (quartas e sábados), quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

Quina de São João - As apostas já começaram nas casas lotéricas de todo país e a Quina de São João pode pagar o prêmio estimado em R$ 130 milhões. O sorteio será realizado no dia 23 de junho, às 20h, no Caminhão da Sorte da CAIXA, que estará na festa de São João de Campina Grande (PB). Para jogar na Quina de São João, basta marcar de 5 a 15 números dentre os 80 disponíveis no volante. Ganha quem tiver dois, três, quatro ou cinco acertos. Como nos demais concursos especiais – Dupla de Páscoa, Lotofácil da Independência e Mega da Virada – o prêmio principal não acumula. Se não houver apostas vencedoras com cinco acertos, o prêmio principal será dividido entre os acertadores de quatro números – e assim sucessivamente.

Petrobras aceita discutir revisão do reajuste diário da gasolina

Terça / 05.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

Condição é que cotação internacional continue lastreando preço no mercado interno (Foto: Reprodução/Internet).

Assim como ocorreu com o gás de cozinha e com o diesel, a Petrobras sinalizou ao governo que aceita debater a revisão da política de reajuste diário do preço da gasolina, desde que a cotação internacional do combustível continue a servir de referência para o preço no mercado interno. Outra condição, segundo a Folha de São Paulo, é que a estatal seja protegida contra importações caso o preço no exterior fique mais baixo do que o praticado no Brasil. A Petrobras vem sendo ouvida informalmente pelo governo sobre o tema, subsidiando com informações os técnicos que participam das conversas.

Ainda segundo pessoas próximas à negociação, a avaliação é que a mudança não representaria uma novidade total na política da empresa, já que o preço do gás de cozinha residencial, desde janeiro deste ano, passou a ser atualizado trimestralmente, em vez de mensalmente. Já o diesel teve o preço congelado por 60 dias, medida possível pelo subsídio dado pela União ao desconto de R$ 0,46 no litro do combustível. Nesse caso, para evitar distorções entre o preço do mercado interno e o combustível importado, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, anunciou a criação de um imposto de importação, a ser corrigido diariamente para compensar eventuais diferenças.  Uma medida similar teria que ser tomada caso a revisão no preço da gasolina deixe de ser diária.

Na última sexta-feira (1º), o Ministério de Minas e Energia afirmou em nota que seria criado um grupo de trabalho, em conjunto com a ANP (Agência Nacional de Petróleo) e técnicos do Ministério da Fazenda, para discutir uma nova política de reajustes. Havia uma reunião sobre o tema marcada para ontem (04), mas esta não ocorreu. Fonte: www.folha.uol.com.br.

Assessores de Temer avaliam que reajuste diário da gasolina é 'insustentável' e preço deve ser determinado mensalmente

Segunda / 04.06.2018

Por Redação Sertão Hoje

A própria Petrobras, que criou a regra de ajustes diários, já estaria também convencida de que o sistema terá de sofrer modificações.

Após o diesel passar a ter reajustes mensais, a avaliação dentro do governo Temer, com certa concordância da própria Petrobras, é que o preço da gasolina também deve ser determinado a cada mês e não variar quase que diariamente. Para assessores do presidente, o reajuste diário ficou "insustentável" num ambiente de turbulências no mercado financeiro por causa da instabilidade nos cenários externo e interno. A própria Petrobras, que criou a regra de ajustes diários, já estaria também convencida de que o sistema terá de sofrer modificações, desde que sejam preservados os princípios de repassar custos com base na variação do petróleo e do dólar.

Nesta segunda-feira (04), havia previsão de uma reunião para tratar do assunto, mas a nova orientação é discutir o tema sem gerar turbulências e a mensagem de interferência política na Petrobras. A ideia é criar um colchão tributário para amortecer aumentos elevados no preço da gasolina diante de altas expressivas do barril do petróleo e do dólar. Seria algo semelhante ao que foi feito para o diesel, só que, no caso deste combustível, a maior parte da conta será bancada com subsídio. O problema para a gasolina, neste momento, é a falta de espaço fiscal para criação de um colchão tributário.

Uma das propostas que serão discutidas é usar a geração de novas receitas para bancar o colchão. O que pode ser feito com recursos de leilões do petróleo do pré-sal, que devem ser feitos a partir do acordo da cessão onerosa com a Petrobras. Na época da capitalização da empresa, no governo petista, a estatal ganhou campos do pré-sal para explorar em troca de ações entregues à União. Só que essas reservas se mostraram bem maiores do que o previsto. Uma parte será devolvida à União, que vai leiloá-la. Especialistas apontam que o governo pode arrecadar no mínimo R$ 50 bilhões com esses leilões. O fim do reajuste diário de preço dos combustíveis começa a ganhar adesão até no mercado financeiro e entre economistas, o que deve facilitar as discussões sem grandes prejuízos para a Petrobras. Fonte: g1.globo.com.