Sertão Hoje

Sertão Hoje

Resultado da busca pela categoria "bomjesusdalapa"

Municípios do interior registram queda de 25% das mortes violentas, informa SSP-BA

Quinta / 02.07.2020

Por Redação Sertão Hoje

A polícia contabilizou 221 ocorrências este ano, contra 298 no mesmo período de 2019. Os dados foram divulgados pela SSP-BA nesta quinta-feira (02).

O interior da Bahia, composto de 403 municípios, fechou o mês de junho com diminuição de 25% das mortes violentas (homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte). A polícia contabilizou 221 ocorrências este ano, contra 298 no mesmo período de 2019. Entre os municípios com maiores reduções estão São Felipe (-100%), Una (-90,9%), Araci (-86%), Guanambi (-75%), Itamaraju (-45%), Porto Seguro (-31%), Teixeira de Freitas (-27%), Itabuna (-19%), Juazeiro (-16%) e Vitória da Conquista (-15%). Os dados foram divulgados pela Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP-BA) nesta quinta-feira (02).

O diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Flávio Góis, destacou as ações de inteligência, no combate ao tráfico de drogas. “Esse é um problema nacional, presente nas grandes metrópoles e também nos municípios do interior. Temos uma equipe itinerante, a Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (Cati), empregada sempre que alguma região ou cidade aponta crescimento. Vivemos cada dia buscando o melhor resultado”, contou.

• O Monitor da Violência divulgou, em junho, que a Bahia aumentou em 16,59% o número de crimes violentos em abril deste ano, chegando a liderar a estatística entre os estados brasileiros.

IF Baiano abre 80 vagas de graduação com inscrição via SISU; 40 em Bom Jesus da Lapa

Terça / 30.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

As inscrições estarão abertas de 7 a 10 de julho e devem ser feitas por meio do site Sisu, do Ministério da Educação (MEC), sisu.mec.gov.br

O Instituto Federal Baiano (IF Baiano) está disponibilizando 80 vagas para ingresso no Ensino Superior através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). São 40 vagas para o curso de Licenciatura em Ciências Biológicas (Campus Governador Mangabeira) e 40 vagas no curso de Bacharelado em Engenharia Agronômica (Campus Bom Jesus da Lapa) para ingresso no semestre 2020.2. As inscrições estarão abertas de 7 a 10 de julho e devem ser feitas por meio do site Sisu, do Ministério da Educação (MEC), sisu.mec.gov.br

Para participar da seleção, os candidatos devem ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019. No momento da inscrição, o estudante deve informar a opção de curso escolhida e se deseja concorrer às vagas de ampla concorrência ou às vagas reservadas de acordo com as políticas de ações afirmativas do IF Baiano. O processo seletivo será constituído de única chamada, que será divulgada no dia 14 de julho nos sites do Sisu e do IF Baiano (ifbaiano.edu.br/portal). Candidatos não selecionados poderão manifestar interesse para constar na lista de espera no período de 14 a 21 de julho de 2020.

Os estudantes selecionados deverão realizar matrícula junto ao IF Baiano. A chamada regular de matrículas vai de 16 a 21 de julho de 2020. Por conta da Pandemia do novo Coronavírus, a documentação exigida deverá ser enviada pelos estudantes por meio eletrônico. Mais detalhes sobre os procedimentos estarão disponíveis no Edital de Convocação de Matrícula, que será divulgado no site do IF Baiano.  Ainda em decorrência da pandemia, que ocasionou a suspensão das atividades presenciais no IF Baiano, não há data definida para início das aulas do semestre 2020.2. Os selecionados deverão aguardar divulgação de novo calendário acadêmico da instituição, que será definido após o retorno regular das atividades.

PIB da Bahia pode ter queda de até 7,6% neste ano, estima Corecon-BA

Segunda / 22.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

A queda vai depender de quando será o decréscimo do consumo das famílias. Este quesito representa cerca de 70% do PIB do estado. (Foto: thiagonori / Getty Images)

A crise por conta da pandemia do novo coronavírus pode acarretar numa taxa de decrescimento entre 5,8% e 7,6% no Produto Interno Bruto (PIB) da Bahia. A estimativa foi feita pelo Conselho Regional de Economia da Bahia (Corecon-BA).

Segundo o presidente do Conselho, Gustavo Pessoti, o índice desta queda, até o fim do ano, vai depender de quando será o decréscimo do consumo das famílias no estado. Este quesito representa cerca de 70% do PIB do estado. “Num cenário otimista as famílias vão diminuir consumo de bens e serviços em aproximadamente 13%. É isso que dá a dinâmica da economia como um todo. Num cenário pessimista, o consumo das famílias pode se retrair 20,7%. Isso que provocaria uma possível queda mais forte no PIB, de 7,6%. Significa que é um ano a ser lembrado, não a ser esquecido. Isso com certeza vai reverberar nas taxas de crescimento dos anos seguintes”, projeta.

Para 2021, a projeção é de crescimento. De acordo com Pessoti, no entanto, não há método estatístico consolidado para esta estimativa, que foi sinalizada em discussões na plenária do Codecon-BA. Neste contexto, a depender da evolução da economia no último trimestre de 2020, o próximo ano pode ter um crescimento no PIB entre 1,5% e 2%. “Isto a depender dos vetores econômicos e a depender de como se dê o comportamento do segundo semestre agora”, diz, ressaltando que está é uma previsão moderada.

Prefeitos querem recomposição do FPM até dezembro

Segunda / 22.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

O assunto foi discutido em reunião virtual realizada pela CNM com entidades municipalistas de todo o Brasil na última sexta-feira (19).

Principal fonte de receita para cerca de 80% dos municípios baianos, o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) vem sofrendo perdas significativas decorrentes da retração econômica durante a Pandemia do Coronavírus (Covid-19). Em abril deste ano, a Medida Provisória (MP) 938 instituiu a recomposição do fundo por 4 meses, entretanto a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), atenta que devido as dificuldades financeiras a recomposição deve se estender para além desse prazo, uma vez que não há vacina e a curva de contaminação do vírus continua ascendente no país. O assunto foi discutido em reunião virtual realizada pela CNM com entidades municipalistas de todo o Brasil na última sexta-feira (19).

O Deputado Federal Hildo Rocha (MDB-MA), que é autor da proposta que estende essa recomposição, demonstrou preocupação com os rumos do debate na Câmara dos Deputados e alertou a importância da articulação dos prefeitos com seus Deputados. O diretor da União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Caculé, Beto Maradona, questionou o parlamentar sobre a falta de compromisso dos representantes brasileiros no Congresso. “Estamos discutindo o pacto federativo há anos e por que não avança? O atual governo se elegeu pregando “mais Brasil, menos Brasília” e não resolvemos essa situação pra que a gente evite ficar discutindo as quedas do FPM o tempo todo”, perguntou Maradona.

Em resposta. o Deputado Hildo Rocha também alertou os gestores sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021. “A arrecadação da União tem caído, cairá ano que vem também. Ainda não sabemos quem será o relator da LDO, a renda deve diminuir, já são 28 milhões de desempregados, o imposto de renda deve diminuir e isso será um problema orçamentário. Não temos se quer a formação da comissão da LDO do ano que vem ainda”, afirmou. Além dessa preocupação, a CNM acrescentou a necessidade de pautar o novo Fundeb, o 1% do FPM para setembro e melhorar pontos do PLC 173 de flexibilização da Lei de Responsabilidade Fiscal.

PF orienta que beneficiários do Auxílio Emergencial lesados por fraude procurem, inicialmente, uma agência da Caixa

Domingo / 21.06.2020

Por Marquezan Araújo / Brasil 61

Se, por algum motivo, a PF precisar entrar em contato com o beneficiário, isso será feito por meio dos dados informados no processo de contestação realizado pela Caixa.

Com as constantes fraudes para recebimento do Auxílio Emergencial, é comum que os beneficiários legítimos, que percebem saques em suas contas sem autorização, procurem a polícia para informar o caso. Por meio de nota, a Polícia Federal (PF), no entanto, orienta que os beneficiários lesados devem se dirigir apenas a uma agência da Caixa Econômica Federal para iniciar o processo de contestação de movimentação em conta e receber eventual ressarcimento. Ou seja, não há necessidade de comunicação ou comparecimento à sede da Polícia Federal.

De acordo com a PF, essas contestações serão compartilhadas com a instituição policial, caso seja necessário, para fins de investigação de eventuais crimes sobre essa questão. Se, por algum motivo, a Polícia Federal precisar entrar em contato com o beneficiário, isso será feito por meio dos dados informados no processo de contestação realizado pela Caixa. Dessa forma, o procedimento evita deslocamentos desnecessários, além de aglomerações para os registros. A informação da PF é de que essa atitude também não causa nenhum prejuízo às investigações, já que as informações necessárias para identificação dos autores de eventual crime serão compartilhadas entre a instituição financeira e a Polícia Federal.

Rui Costa adia volta às aulas da rede estadual de ensino para o dia 06 de julho

Sábado / 20.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

O governador ainda contou que, na próxima terça-feira (23), o Estado começará uma nova etapa no monitoramento da Covid-19.

Eventos com mais de 50 pessoas e aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada seguem proibidos em todo o território estadual por pelo menos mais 15 dias. A novidade foi anunciada pelo governador Rui Costa, no fim da tarde desta sexta-feira (19), durante a live que faz para atualizar os números do novo coronavírus na Bahia. O decreto n° 19.586, que determina a proibição das atividades e venceria neste domingo (21), ficará em vigor até o dia 6 de julho. “Atualmente, a Bahia registra 43.922 casos com 22.028 ativos, 20.589 curados e 1.305 óbitos, bem como 1.300 leitos ocupados, chegando a 75% de ocupação. São números que deixam a Bahia em uma situação melhor do que a de outros estados, mas não se pode vacilar. Não podemos abaixar a guarda. Por isso, o decreto precisa ser renovado”, explicou Rui.

O decreto proíbe todas as atividades que envolvem aglomeração de pessoas, como eventos desportivos - inclusive jogos de campeonatos de futebol, profissionais e amadores -, religiosos, shows, feiras, apresentações circenses, eventos científicos, passeatas, aulas em academias de dança e ginástica, bem como abertura e funcionamento de zoológicos, museus, teatros, dentre outros. O decreto também engloba a suspensão do transporte coletivo intermunicipal em cidades baianas com registros recentes de casos da Covid-19 – confira aqui a lista completa

O governador ainda contou que, na próxima terça-feira (23), o Estado começará uma nova etapa no monitoramento da Covid-19. Confira abaixo a live completa.

Plano Safra 2020/21 destinará R$ 236,3 bilhões para pequenos, médios e grandes produtores rurais

Sexta / 19.06.2020

Por Marquezan Araújo

Em relação à distribuição de recursos, do volume total, R$ 179,38 bilhões devem serão para operações de custeio e comercialização e R$ 56,92 bilhões para investimentos.

O Plano Safra 2020/2021 vai contar com R$ 236,30 bilhões, cerca de 6% a mais do que a quantia disponibilizada na última temporada. A informação foi dada pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, durante o lançamento desta edição da iniciativa, nesta quarta-feira (17). Segundo a titular da Pasta, o governo trabalhou o plano com duas frentes. Uma delas visa aumentar o volume para equalizar juros. A outra é no sentido de diminuir as taxas de juros para atender pequenos e médios produtores. “Nós pensamos, dentro do que era possível, com todas as dificuldades que o País tem hoje, para que implementássemos um plano mais robusto, com possibilidade de ampliação máxima das ações. Continuando com os programas que todos já conhecem, mas fazendo modificações que facilitam o crescimento dessas ações dentro do Plano Safra”, pontua Tereza Cristina.

Para ampliar o apoio ao setor devido à crise econômica ocasionada pela pandemia do novo coronavírus, o Governo Federal decidiu aumentar o volume de dinheiro com taxas de juros controladas em 3,9%, chegando a R$ 154,3 bilhões. Desse total, R$ 89,58 bilhões terão taxas equalizadas pelo Tesouro e R$ 64,72 bilhões a taxas controladas. Sobre o volume de recursos com juros de mercado, a estimativa é de que haja um acréscimo mais significativo, de 10%, para R$ 82 bilhões.“Eu espero que, com este plano, nós possamos avançar dentro do que o Ministério da Agricultura tem se proposto a fazer por esse segmento produtivo, que é incluir cada vez mais, facilitar o crédito, fazer com que ele chegue na ponta, elaborar programas de inclusão de jovens, programas de tecnologia, moradia rural, enfim”, afirma a ministra.

Em relação à distribuição de recursos, do volume total, R$ 179,38 bilhões devem ser destinados para operações de custeio e comercialização, enquanto R$ 56,92 bilhões serão para investimentos no setor. Com isso, as operações de custeio e comercialização vão ter 5,9% a mais em recursos e as de investimento 6,6%, em relação ao que foi disponibilizado na safra anterior.

UNEB oferta 454 vagas pelo SISU; confira

Quinta / 18.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

As inscrições serão abertas no dia 7 de julho e seguem até o dia 10, no site do SISU. As vagas são para o 2º semestre, em 45 cursos da modalidade graduação presencial.

A Universidade do Estado da Bahia (UNEB) está ofertando 454 vagas e 225 sobrevagas pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), do Ministério da Educação (MEC). As inscrições serão abertas no dia 7 de julho e seguem até o dia 10, no site do SISU - sisu.mec.gov.br

As vagas são para o segundo semestre letivo de 2020, em 45 opções de cursos da modalidade graduação presencial. Podem concorrer às vagas os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Os candidatos poderão se inscrever em até duas opções de vaga, especificando, em ordem de preferência, as suas escolhas de instituição de educação superior (IES), local de oferta, curso e turno, e a modalidade de concorrência.

> CONFIRA O QUADRO DE VAGAS DO SISU/UNEB 2020.2

> CONFIRA O TERMO DE ADESÃO 2020.2

Codevasf realiza limpeza e recuperação de barragens em Bom Jesus da Lapa

Quarta / 17.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

O investimento foi de R$ 43,9 mil com recursos do Orçamento Geral da União, destinados à empresa por emenda parlamentar. (Foto: Divulgação / Codevasf)

A 2ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), sediada em Bom Jesus da Lapa, realizou serviços recuperação, limpeza, manutenção e desassoreamento nas barragens de Tanque Novo e de Barra de São João. O investimento foi de R$ 43,9 mil com recursos do Orçamento Geral da União, destinados à empresa por emenda parlamentar.

A ação faz parte de contratos que preveem a realização de serviços em aguadas ou barragens de comunidades difusas em diversos municípios na área de atuação da 2ª Superintendência Regional. Em 2020, a Codevasf ainda investirá R$ 2,5 milhões para a execução de serviços em 588,7 mil metros cúbicos. Até o fim deste ano, os investimentos da empresa, desde 2018, totalizarão R$ 10,5 milhões nesse tipo de ação. E a execução dos serviços de limpeza e desassoreamento de aguadas e barragens chegará a um total de 2,2 milhões metros cúbicos.

Nos serviços realizados em Tanque Novo, o volume de limpeza chegou a 4 mil metros cúbicos e o valor investido foi de R$ 19,5 mil. Já na comunidade de Barra de São João, o volume de limpeza chegou a 5 mil metros cúbicos e o valor investido foi de R$ 24,4 mil. A Codevasf também introduziu na barragem de Tanque Novo cerca de 50 mil alevinos de curimatã, espécie nativa da bacia do Rio São Francisco, que deverão reforçar a alimentação e a renda na comunidade. Os peixes foram produzidos pelo Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Xique-Xique. A Companhia também anunciou que serão introduzidos alevinos na barragem de Barra de São João.

O investimento foi de R$ 43,9 mil com recursos do Orçamento Geral da União, destinados à empresa por emenda parlamentar. (Foto: Divulgação / Codevasf)

CAIXA libera consulta ao valor e data de novos saques do FGTS

Segunda / 15.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

A consulta poderá ser feita também pelo aplicativo FGTS, disponível para Android e IOS, e pelo Internet Banking da CAIXA a partir de sexta-feira (19).

A CAIXA Econômica Federal liberou nesta segunda-feira (15) a consulta do valor e da data do saque emergencial do FGTS, de até R$ 1.045 por trabalhador. O trabalhador pode consultar qual o valor do seu saque emergencial e quando o valor será creditado por meio do site fgts.caixa.gov.br ou por meio do Disque 111. A consulta poderá ser feita também pelo aplicativo FGTS, disponível para Android e IOS, e pelo Internet Banking da CAIXA a partir de sexta-feira (19).

Ao fazer a consulta no aplicativo ou no site, o trabalhador também poderá optar por não fazer o saque emergencial ou ainda por devolver o valor para a conta do FGTS caso o crédito já tenha ocorrido. O trabalhador que escolher não fazer o saque emergencial deve informar a CAIXA pelo menos dez dias antes da data de crédito prevista. O dinheiro ficará disponível para o trabalhador até 30 de novembro. Se o saque emergencial não for feito até essa data, automaticamente o valor retornará para o fundo de garantia.

Terão direito aos saques os trabalhadores que tenham contas ativas (do emprego atual) ou inativas (de empregos anteriores) do FGTS. Cada trabalhador poderá sacar até R$ 1.045. As liberações emergenciais do FGTS começarão no dia 29 de junho e será realizado por meio de Conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela CAIXA em nome dos trabalhadores. Já o saque em espécie ou transferências, também dos aniversariantes de janeiro, estão liberados a partir de 25 de julho. As liberações emergenciais do FGTS começarão no dia 29 de junho - confira o calendário ao final da matéria.
.

Calendário da CAIXA do Saque Emergencial do FGTS.

Congresso Nacional aprova uso obrigatório de máscaras para toda a população

Sexta / 12.06.2020

Por Felipe Moura / Brasil 61

O PL prevê multa a quem descumprir. O valor será definido por cada estado e município. Beneficiários de programa sociais estão isentos da multa. (Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasil)

Após a aprovação pelo Congresso Nacional, vai à sanção presidencial o projeto de lei (PL 1.562/2020) que obriga a população a usar máscaras de proteção facial enquanto durar o estado de calamidade pública.

A obrigatoriedade do uso das máscaras para cobrir a boca e o nariz se aplica às ruas, espaços privados de acesso público (como shoppings) e transporte público, por exemplo. O texto também estabelece o uso em serviços de transporte, estabelecimentos comerciais e industriais, templos religiosos, escolas e todos os locais em que haja reunião de pessoas. Os setores público e privado serão obrigados, também, a disponibilizar álcool em gel nos locais onde houver circulação de pessoas. Todo o valor arrecadado com multas será investido em ações relacionadas aos serviços de saúde.

De acordo com o texto, pessoas com autismo, deficiência intelectual, sensorial ou quaisquer outras que impeçam o uso do item, estão dispensadas da obrigação, assim como as crianças menores de três anos. O PL prevê multa para quem descumprir a norma. O valor será definido por cada estado e município. Pessoas que recebem dinheiro de algum programa social estão isentas da multa, bem como a população de rua e outros grupos especificados no projeto. Para essas pessoas, os parlamentares determinaram que o governo distribua máscaras gratuitamente.

Bom Jesus da Lapa a São Félix do Coribe: Governo Federal entrega obra de recuperação na BR-349

Quarta / 10.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

A obra executada pelo DNIT fica próxima aos municípios de Bom Jesus da Lapa, Serra do Ramalho, Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe. O investimento total foi de R$ 8 milhões.

O Governo Federal entregou, nesta quarta-feira (10), 88,6 km de pista recuperada na BR-349, no estado da Bahia. A obra executada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), localizada no trecho entre o km 752,8 e o km 841,4, fica próxima aos municípios de Bom Jesus da Lapa, Serra do Ramalho, Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe. A restauração contou com um investimento total de R$ 8 milhões.

As equipes do DNIT realizaram os serviços de aplicação da camada de CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), tapa buraco e microrevestimento asfáltico, limpeza e manutenção dos dispositivos de drenagem e sinalização horizontal e vertical na rodovia. Para o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a finalização da obra foi um compromisso do Governo Federal com o interior baiano. "Mesmo diante da pandemia que estamos vivendo, o DNIT está executando e finalizando obras que são importantes para o desenvolvimento do Brasil. Importante manter a nossa infraestrutura funcionando e escoar a produção do interior baiano", destacou.

A BR-349/BA tem papel fundamental para o escoamento da produção da região agrícola irrigada pelo Rio São Francisco, nas proximidades de Serra do Ramalho. Além disso, a rodovia tem grande relevância religiosa, sendo o caminho feito por romeiros, principalmente da região Centro-Oeste, com destino à cidade de Bom Jesus da Lapa. Os colaboradores do DNIT continuam trabalhando nos serviços de roçada, capina, caiação de meio-fio e recuperação de acessos à rodovia e travessias urbanas. O contrato de manutenção tem previsão de término no primeiro semestre de 2021.

Operação conjunta desmantela facção criminosa em Bom Jesus da Lapa

Segunda / 08.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

Foram apreendidos uma pistola calibre 380, 2 revólveres calibre 38, carregadores, munições, 4 celulares, 300 porções de drogas, além de R$ 450. (Fotos: Divulgação / SSP-BA)

Na manhã do último sábado (06), uma operação conjunta entre as equipes das polícias Civil (24ª Coorpin) e Militar (38ª CIPM) resultou no desmantelamento de uma facção criminosa envolvida com o tráfico de drogas em Bom Jesus da Lapa. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP/BA), os policiais foram ao bairro Brasília cumprir os mandados de busca e apreensão. No local, quatro foragidos da justiça entraram em confronto com os policiais. 3 criminosos foram feridos, sendo encaminhados para a UPA da cidade, mas não resistiram. Outros 2 foram presos. Ao todo, a operação apreendeu uma pistola calibre 380, dois revólveres calibre 38, carregadores, munições, quatro celulares, cerca de 300 porções de maconha, cocaína e crack, além de R$ 450.

Governo da Bahia recorre ao STJ para impedir circulação de transporte interestadual

Quinta / 04.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

Como a ANTT não estabelece ou recomenda a suspensão, as empresas vêm conseguindo decisões liminares na Justiça que permitem o transporte interestadual.

O governador Rui Costa comentou em entrevista ao Jornal Valor Econômico, nesta quinta-feira (04), a decisão de recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para impedir que empresas de ônibus realizem transporte interestadual para municípios baianos.

A Bahia já conta com 290 cidades que tem transporte intermunicipal interrompido por decreto do Governo do Estado, até esta quinta-feira (04), para tentar conter a disseminação do novo coronavírus – confira a lista completa aqui. Entretanto, diante do posicionamento da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que não estabelece ou recomenda a suspensão, as empresas vêm conseguindo decisões liminares na Justiça que permitem o transporte interestadual.

Segundo o governador, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) já ingressou com uma série de pedidos de suspensão junto ao STJ. “Com a liberação dos ônibus interestaduais, já que a ANTT não se posiciona, estamos espalhando a covid-19 para todos os municípios da Bahia. A PGE já ingressou com recurso junto ao STJ com pedido de cassação dessas liminares porque é impossível conter a doença dessa forma. Tenho recebido relatos de prefeitos informando que as pessoas desembarcam nas cidades e ao fazerem testes rápido ou medição de temperatura é detectado que estão com o vírus ou apresentam febre. É impensável que o Governo Federal libere a circulação de pessoas entre os estados em plena pandemia”, explicou o governador. 

Presidente da UPB diz que ajuda do Governo Federal ainda não chegou aos municípios baianos

Quinta / 04.06.2020

Por Redação Sertão Hoje

Na entrevista, Eures destacou o protagonismo dos prefeitos na contenção da Covid-19, além de relatar a grande preocupação de como será o pleito eleitoral deste ano.

Em entrevista à Rádio Metrópole, o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, fez um panorama do combate ao coronavírus nos municípios baianos e expôs a situação de crise financeira acarretada pela pandemia. Nesta quinta-feira (04), a Bahia já registrou mais de 760 óbitos pela Covid-19 – confira aqui

Na entrevista, concedida nesta quarta-feira (03) ao apresentador Mário Kertesz, Eures, que também é prefeito de Bom Jesus da Lapa e vice-presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), destacou o protagonismo dos prefeitos na contenção da Covid-19, além de relatar a grande preocupação de como será o pleito eleitoral deste ano. “Nós, prefeitos, estamos tendo que enfrentar a crise do coronavírus e ainda enfrentar os adversários eleitorais que a todo tempo fazem campanha em cima da crise do coronavírus. Se você faz é criticado, se você não faz também é. Se você fecha o comércio você é ruim, se abre o comércio é ruim também”, relatou Eures, dizendo ainda que “nosso problema não é nem como gastar, é o que gastar porque não temos o que gastar. Os municípios têm sofrido com a queda de ICMS, nossa principal fonte de receita. O ICMS praticamente desapareceu, porque os serviços é que mais gera ICMS e com o comércio fechado houve uma queda considerável”.

Indagado sobre a ajuda aprovada no Congresso Nacional em socorro aos Estados e Municípios por conta da queda na arrecadação, Eures revela que “os recursos ainda não chegaram aos cofres dos municípios, os municípios ainda não receberam nada. Serão quatro parcelas que não serão apenas para combate ao coronavirus, uma parte do recurso é para pagar folha de pagamento, luz, água, porque se não para tudo. Essas parcelas representam apenas 30% da perda que os municípios tiveram”, afirmou Ribeiro.
.